Blog

Visagismo Capilar: Como o cabelo pode valorizar sua imagem

9 de agosto de 2022

Você já ouviu falar sobre o visagismo capilar? Esse assunto é frequente nas redes sociais e caiu na boca das pessoas ligadas às tendências do mundo da beleza, e, como consequência, houve aumento na demanda de profissionais especializados e também a busca por entender melhor o conceito, que no primeiro momento parece simples.

Se você deseja saber o que é e como o visagismo capilar pode te ajudar a valorizar sua imagem pessoal, leia este texto até o fim. 

Imagem pessoal e identidade.


A imagem pessoal está diretamente ligada à nossa personalidade. Ela fala sobre nós, e também por nós, assim como um espelho que reflete a construção de quem somos e a identidade que possuímos.

Ela faz parte de um conjunto de fatores, os quais são jogados para a sociedade. Alguns tipos de valores são atribuídos à imagem pessoal, como: socioeconômicos, culturais, status social.

A aproximação ou a rejeição ao que representamos através da imagem pessoal é um movimento natural que acontece com certa frequência, visto que nosso cérebro é acostumado a fazer associações por meio de imagens, e de se aproximar com o que fazemos identificação e se sentir desconfortável com aquilo que é desconhecido ou diferente.

Toda essa associação é feita a partir daquilo que representamos esteticamente, seja pela indumentária, maquiagem, cabelos e/ou estética.

Na busca moderna pelo autoconhecimento e na era da individualização, o visagismo ajuda a enaltecer o melhor que podemos oferecer.

Fundamentos do visagismo e linguagem visual.

A estruturação do conceito de visagismo foi feita pelo brasileiro Philip Hallawell, artista plástico paulista e conhecido em todo o mundo. Ele estabeleceu a seguinte definição para o visagismo: “A arte de criar uma imagem pessoal, em sintonia com a personalidade da pessoa, com harmonia e estética”. 

Philip usou em sua estrutura fundamentos da psicologia e filosofia, atribuindo os papéis da imagem por Carl Jung e seu estudo sobre o comportamento dos símbolos universais e a teoria dos arquétipos, a qual está no inconsciente coletivo, em nossa sociedade, e que moldam sonhos e comportamentos.

A partir disso, Philip chegou à conceituação do termo ID Image, ou Identidade de Imagem. Ele define como: “Toda imagem e todo objeto possui uma identidade, definida pelo conjunto de linhas, formas, cores e composição, que geram sensações e emoções”, assim chega ao fundamento do visagismo.

Então conseguimos concluir que cada imagem, intencionalmente ou não, tem um símbolo estrutural e isso define o que ela expressa, seja um rosto humano ou um desenho.

Visagismo capilar e o mundo da beleza.

O universo da beleza, que sempre focou em harmonia estética e aprofundamento técnico, se apropriou do visagismo para beneficiar as pessoas que buscam se expressar por meio dela.

Após a pandemia, que, de certa forma, nos colocou para refletir sobre nós mesmos e sobre o mundo em que vivemos, nós mudamos o conceito sobre muitas coisas e uma delas é o do que é belo, o qual vem ganhando novas formas, uma delas é a autenticidade e a expressão de quem somos por trás da busca por um padrão estético.

O profissional de beleza que é visagista tem a missão de criar uma imagem personalizada de acordo com a imagem que a pessoa quer expressar, ou seja, estudar o rosto das pessoas, o corpo físico, o temperamento, a personalidade, o estilo e acentuar ou diminuir certas impressões a partir daquilo que ele recolheu. Em outras palavras, é um serviço extremamente personalizado e individual. 

O visagismo capilar muda totalmente o que sempre significou ter aquele corte de cabelo, ou o tom e a cor. A escolha das linhas, cores e cortes é feita de forma personalizada pelo profissional, buscando acentuar a genuinidade e altera de forma instantânea a percepção da imagem que temos, pelo atendimento personalizado, que usa as técnicas do visagismo para destacar as características físicas que passam a refletir a personalidade única de cada um.